Depoimento de um vencedor - Daniel Lessa Costa - Aprovado no LIV Concurso do MPMG
Data Publicação: 23/11/2014

Após vários anos, dezenas de tentativas, em diversos concursos, cheguei a tão sonhada fase oral, última etapa, uma única prova para realizar o sonho de uma vida, que foi quando conheci o Francisco.

 

Mas antes de adentrar em como se deu a preparação para esta última fase é necessário que eu faça um breve comentário acerca do porque do concurso do Ministério Público de Minas Gerais.

 

Desde a faculdade sonhava em ser promotor de justiça, aprendi a admirar a carreira justamente trabalhando contra o Ministério Público, o promotor responsável trabalhava com tanta vontade, entrega e competência que nenhuma outra função me satisfaria profissionalmente, desde que decidir que queria atuar de forma ao menos parecida com a dele.

 

Influenciou-me também o fato de poder fazer um trabalho social, poder lutar para modificar, ainda que minimamente, a sociedade.

 

Sou mineiro, nunca pensei em sair do Estado, por isso era importante ser aprovado no MPMG.

 

Outras questões são extremamente relevantes, mas vou me ater à fase oral. Tentei por quatro vezes o concurso do MPMG, quando então cheguei à última fase. Imaginava-me capaz de superar essa etapa com relativa facilidade, nunca me apavorei com situações de pressão e os anos de advocacia contribuíram muito com a necessidade de falar em público.

 

Confiante que tudo sairia bem, até com certa arrogância em relação a esta fase, marquei com o Francisco algumas provas simuladas. Para quem não sabe, os simulados são gravados, uma metodologia adotada no SPO para que o aluno possa enxergar os seus próprios erros e, com isso, corrigi-los.

 

Lembro-me com detalhes a tarde em que assisti a gravação do meu primeiro simulado, lembro dos detalhes porque foi a pior sensação que poderia sentir, para ser honesto nem terminei de ver a gravação.

 

Aquela confiança excessiva, que flertava com a arrogância, foi embora em questão de segundos, para então surgir um sentimento de desespero. Com aquele vídeo tive a certeza de que não estava pronto e certamente seria reprovado no concurso dos meus sonhos, na última fase.

 

No dia seguinte o Francisco me perguntou sobre o que eu achei acerca do vídeo, respondi “não tem jeito, não vou passar”, no que ele respondeu: “pensando assim, com certeza não vai”.

 

Havia tantos defeitos de postura, linguagem, forma de organizar o raciocínio, tempo de resposta, que foi difícil acreditar na vitória.

 

Continuei tendo vários problemas nos simulados seguintes, até que, direcionado pelo Francisco, encontrei o jeito de fazer a prova e, então, no quarto simulado tudo saiu quase que perfeito.

 

Aguardei o sorteio da argüição para fazer um quinto simulado, queria assistir a uma prova antes de realizar o último treino. Nunca havia sequer visto uma prova oral, por isso assistir a uma arguição, para mim, era fundamental.

 

Como nem tudo sai do jeito que planejamos, fui sorteado para o primeiro dia e, assim, os planos de assistir a uma prova caíram por terra. Não conhecia os examinadores, o temperamento, forma de perguntar, etc.

 

Esse é outro ponto que o Francisco fez toda a diferença, como ele assiste a todas as provas orais do MPMG, ele foi capaz de me passar com detalhes tudo o que ocorreria no dia, desde como eu seria recebido até como se daria a prova, com detalhes sobre cada examinador.

Daniel Lessa durante a Prova Oral

 

Felizmente nada saiu diferente do planejado, encontrei algumas dificuldades durante a prova, mas sabia como superá-las. O resultado foi excepcional, muito melhor do que eu poderia sonhar, ainda não acredito quando ouço a gravação da minha arguição.

 

Certamente nada disso seria possível sem o precioso direcionamento do Francisco, a quem eu agradeço pela paciência, atenção e profissionalismo.

 

Daniel Lessa Costa

 

SPO - Ajudando a transformar o seu sonho em realidade